Os atletas Zé MIguel e Jairzinho e o auxiliar técnico de Hippólito, José da Conceição, o Cocão (à esquerda).

No último sábado, véspera do segundo turno das eleições presidenciais, um grupo de ex-atletas do Queimados F. C. se reuniu para comemorar os 50 anos da conquista do primeiro tricampeonato iguaçuano do time juvenil do clube: 1966, 1967 e 1968.

Foi o primeiro de dois tricampeonatos conquistados pelo time juvenil do Queimados F. C. na virada dos anos 60 para os anos 70. O outro começou três anos depois em 1971 e se concretizou em 1973, com um outro grupo de craques.

Naquela época Queimados ainda não se emancipara e pertencia ao município de Nova Iguaçu. A disputa era ferrenha, participavam clubes de alto nível como o Ferroviário, de Austin, o Morro Agudo F. C., o Heliópólis A.C, entre outros. Mas o juvenil do Queimados era imbatível.

O time tricampeão de 68 era formado por Bauru, Baleiro (goleiro), Vane, Roberto Saquarema, Liberty, Edmar, Claudio Ferrão, Jairzinho, Porfírio, Zé Miguel e Davi dos Correios, tendo como Técnico o lendário Hippólito Rubianes de Barros, auxiliado pelo não menos lendário Cocão (José de Souza Conceição).

(Da esquerda para a direita): Bauru, Baleiro, Vane, Roberto Saquarema, Liberty, Edmar (falecido), Hipólito, Cocão, Cláudio Ferrão, Jairzinho, Porfírio, Zé Miguel, Davi dos Correios.

Além dos atletas Zé Miguel e Jairzinho e do auxiliar técnico Cocão (foto principal), que participaram da conquista dos três campeonatos consecutivos, estiveram presentes à comemoração outros atletas que colaboraram em um ou outro dos três campeonatos como Oswaldo, que morava em Morro Agudo, o queimadense Jorge Bombeiro, Ratinho, Vane, Carlinhos Kengen, Luiz Antonio e Claudio Ferrão (esses três últimos deixaram o local antes da sessão de fotos).

Oswaldo e Jorge Bombeiro.

Atletas do segundo tricampeonato do juvenil do Queimados também estiveram presentes, como Dengo, Jair Borracha (um dos organizadores do evento) e Binha, além de outros atletas de outros tempos e de outras categorias como Roberto (goleiro do time principal), Lelé, Beto Preguiça, Jorginho, Demiro e Edson da Lindobel.

Dengo, Roberto (goleiro do 1º quadro), Jair Borracha e Binha.
Ao centro: Demiro; da esquerda para a direita: Jorginho, Imaculada, Daniele (esposa do Dudu), Cocão, Edson (Lindobel), Dudu (filho do Zé Miguel) e Ratinho(camisa amarela).
Lelé (de pé), conversando com Dengo. Jairzinho (plano principal); Ivanildo (Vane), seu genro (de camisa vermelha) e Baino (à direita)

Zé Miguel, Beto Preguiça, Baino e Jairzinho.O ponto alto do encontro foi a homenagem ao técnico do time que conquistou o tricampeonato há 50 anos: Hippólito Rubianes de Barros, nome que foi dado ao Ginásio Poliesportivo do Queimados F. C.

Hippólito, com quase noventa anos de idade, não pôde comparecer por problemas de saúde, mas foi representado por seu irmão Manoel Rubianes de Barros.

Manoel Rubianes de Barros (camisa verde), cercado pelos craques Jorginho, Jairzinho e Jorge Bombeiro.

O churrasco ficou por conta de ‘Do Beco’, um especialista na arte e muito bem acompanhado.

Do Beco, o churrasqueiro, com Michelle, Alice e Eliane.

PUBLICIDADE LOCAL

COMENTÁRIOS