Foi lançado na manhã de ontem, domingo, 30/09, no salão da Quadra B do Conjunto Residencial Minha Casa Minha Vida do Bairro Valdariosa, o projeto ‘Pedalando para o Futuro”, elaborado pelo coletivo Pedala Queimados em parceria com a AMPARA – Associação dos Amigos do Paraíso – e aprovado pelo edital do Fundo Casa, capitaneado pela Caixa Econômica Federal.

O projeto conta com a parceria do Condomínio da Quadra B, dirigido pelo Síndico Paulo Cesar Batista, que cederá o salão onde serão desenvolvidas as atividades. Mas o projeto é para todo o conjunto habitacional do Valdariosa e contemplará também os moradores das Quadras A e C.

Vitor Mihessen e Douglas Almeida, representantes da Casa Fluminense, instituição responsável pela articulação e o acompanhamento dos projetos aprovados pelo Fundo Casa no Estado do Rio de Janeiro, estiveram presentes ao lançamento do Projeto.

No dia anterior, sábado, 29/09, foi feito um pré-lançamento do Projeto, na sede do PORTAL QUEIMADOS, com a participação de representantes de entidades e projetos sociais do município, como o ‘Golfinhos da Baixada’, o núcleo local do ‘Fórum Grita Baixada’, o ‘Portal Cultural’ e o grupo ‘Raízes’ e convidados de outros municípios: ‘Mobiliza Japeri’, ‘Enraizados’, de Comendador Soares. Participaram também representantes da Casa Fluminense e da Empresa Tembici, responsável pela operacionalização do sistema de bicicletas compartilhadas da cidade do Rio de Janeiro (popularmente conhecidas como as ‘laranjinhas’ do Itaú).

O ‘Pedalando para o futuro’ deverá, em um ano, capacitar até 144 (cento e quarenta e quatro) moradores dos chamados ‘predinhos’ do Valdariosa e do entorno para a realização de pequenos reparos mecânicos em bicicletas, bem como orientá-los para a utilização da bicicleta como meio de transporte de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, além de  transmitir-lhes noções de cidadania e de promover pedaladas coletivas de reconhecimento do território e de familiarização com o trânsito urbano.

Outra meta do ‘Pedalando para o futuro’ é a implantação, inicialmente nas três quadras do Conjunto Habitacional, de um sistema de bicicleta compartilhada, a exemplo do que já acontece no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas a custo acessível para a população de baixa renda.

A estratégia do Projeto é captar bicicletas abandonadas, principalmente em condomínios do Rio de Janeiro, e recuperá-las nas oficinas montadas para os alunos do projeto, como explica o Coordenador do Coletivo Pedala Queimados, Carlos Greenbike:

As inscrições para participar do ‘Pedalando para o Futuro’ serão feitas com o Administrador do Condomínio da Quadra B,  Paulo César Batista, a partir do dia 08 de outubro.

De acordo com o perfil dos inscritos serão formadas turmas para crianças, entre 09 e 13 anos; para mulheres e para jovens e adultos de ambos os sexos.

As aulas das primeiras turmas terão início em novembro deste ano.

 

 

 

PUBLICIDADE LOCAL

COMENTÁRIOS