Cerca de 70 (setenta) mulheres queimadenses foram à Praça Nossa Senhora da Conceição nesta manhã para dizer ‘Não’ ao candidato do PSL Jair Bolsonaro, como protagonistas locais de uma manifestação nacional denominada ‘Mulheres Unidas contra Bolsonaro’, convocada pelas redes sociais para este sábado, 29/09, através da hastag ‘#elenão’.

Com camisetas lilazes e brancas com a inscrição “Não voto em quem não me respeita”, bandeiras e cartazes, elas formaram um círculo, cantaram, gritaram palavras de ordem e fizeram um jogral proclamando 20 razões por que não votar em Bolsonaro:
01- Porque ele nunca presidiu uma lojinha;
02 – Porque ele não conhece o Brasil;
03 – Porque ele nunca fez nada bom para nossa sociedade;
04- Porque não entende de economia, segurança pública, educação e saúde;
05 – Porque ele nunca lutou contra a corrupção nos 27 anos de mandato;
06 – Porque ele manteve uma funcionária fantasma por mais de 20 anos;
07 – Porque ele usou 800 mil de auxílio moradia, tendo residência própria;
08 – Porque ele prega a diminuição de direitos para a garantia do emprego:
09 – Porque ele é favorável à tortura;
10 – Porque ele usa o nome de Deus com fins eleitoreiros:
11 – Porque ele mente com objetivos eleitoreiros;
12 – Porque 27 anos de vida pública não é ser novo;
13 – Porque o único trabalho que ele teve em 27 anos foi o de eleger os filhos:
14 _ Porque ele vai aumentar o valor do imposto de renda para os mais pobres e diminuir para os mais ricos:
15 – Porque o partido dele sempre foi aliado do PMDB, partido mais corrupto do País;
16 – Porque ele não abre mão dos privilégios políticos, nem se dispõe a lutar contra eles;
17 – Porque ele pensa em liberar o porte de armas num país desestabilizado como o Brasil;
18 – Porque é a favor da diminuição do tempo de licença maternidade para a mulher;
19 – Porque ele não tem um projeto para: Saúde, Educação, Segurança Pública e Economia;
20 – Porque ele está a serviço do empresariado explorador e não a serviço do Povo.

Terminada essa etapa local, parte das manifestantes seguiram de ônibus para a Cinelândia, para a manifestação ‘Mulheres Unidas contra Bolsonaro’, com início previsto para às 15 horas, que reunirá mulheres de diversos municípios do Estado do Rio de Janeiro.

O GRITO DAS MULHERES

PUBLICIDADE LOCAL

COMENTÁRIOS